Linha Desportiva
Adicionar aos Favoritos Adicionar aos Favoritos
:: Arquivo - Surf ::
Estorilistas Carolina Mendes e Miguel Blanco
em grande destaque no “Allianz Ericeira Pro”


Estorilistas Carolina Mendes e Miguel Blanco em destaque no “Allianz Ericeira Pro”(T)

7.Jul.20 - Segunda etapa da ”Liga MEO Surf 2020”, segunda vitória de surfistas femininas cascalenses, desta feita por Carolina Mendes, que este ano veste a camisola do Estoril Praia, clube que viu o seu atleta e actual campeão em título Miguel Blanco a cair na final não conquistando assim a dobradinha na Allianz Ericeira Pro, disputada na praia Ribeira d'Ilhas.
 

Carolina Mendes, que bateu Carolina Santos nas meias-finais, por 18,25-12,5, saiu em ombros da final ao bater Yolanda Hopkins na final, por 12,6-12,3, vitória que lhe valeu a liderança do ranking feminino, com 1.860 pontos, deixando Teresa Bonvalot na 2.ª posição, com 1.730 pontos, surfista cascalense que veste as cores do Sporting CP e que ficou arredada da final ao perder com Yolanda por duas décimas (13,2-13,4).

Prova feminina em que Camila Kemp e Gabriela Dinis (ambas do CRC Quinta dos Lombos) caíram no ronda 3, Matilde Costa (CRC Quinta dos Lombos na ronda 2 e
Mariana Assis (CRC Quinta dos Lombos) na ronda 1.

Na masculina, em que o canarinho Miguel Blanco bateu nas meias-finais Frederico Morais (CRC Quinta dos Lombos), por 10,75-8,75, e caiu na final perante o jovem Afonso Antunes (11,1-14,35), os restantes surfistas de Cascais ficaram-se pelas seguintes fases da prova: João Moreira e Luís Perloiro (ambos do CRC Quinta dos Lombos) nos quartos-de-final, Vasco Ribeiro (Dramático de Cascais) e João Kopke (Aqua Carca) na ronda 3, Santiago Graça, Francisco Ordonhas, Martim Nunes, Diogo Martins e Afonso Candeias (todos do CRC Quinta dos Lombos) e Vasco Veloso (Aqua Carca) na ronda 2, Rodrigo Oliveira, Bruno Mendonça e Tiago Nozes (todos do CRC Quinta dos Lombos), João Roque Pinho e Lourenço Sousa (ambos do Aqua Carca) e Filipe Jervis (Dramático de Cascais) na ronda inicial.

Após duas etapas o ranking masculino é comandado por Frederico Morais, com 1.730 pontos), Miguel Blanco ocupa a 3.ª posição com 1.470 pontos. No que diz respeito a prémios finais Teresa Bonvalot recebeu o da Onda do Outro Mundo devido aos 9,60 pontos conseguidos na ronda inicial, Carolina Mendes o de Girls Score com os 18,25 pontos alcançados nas meias-finas.

Segue-se entre 1 e 3 de Agosto próximo a 3.ª etapa na praia Grande, em Sintra, ficando para marcar as duas últimas, tudo indica em Outubro/Novembro, sendo a derradeira a ”Bom Petisco Cascais Pro” numa organização da Associação Nacional de Surfistas sob a égide da Câmara Municipal de Cascais e apoio técnico do CRC Quinta dos Lombos.
Estorilistas Carolina Mendes e Miguel Blanco em destaque no “Allianz Ericeira Pro”(tx)
aa aa
 
Frederico Morais e Teresa Bonvalot
vencedores do “Allianz Figueira Pro”


Frederico Morais e Teresa Bonvalot vencedores do “Allianz Figueira Pro”(T)
 
Frederico Morais e Teresa Bonvalot vencedores do “Allianz Figueira Pro”(tx)
aa aa aa

24.Jun.20 - Foi a primeira prova mundial após a pandemia que assolou os cinco continentes, tendo como palco as praias do Cabedelo, na Figueira da Foz, e Murtinheira, em Quiaios, deu o pontapé de saída para a “Liga MEO Surf 2020”, competição que tem o seu final apontado para o último terço do ano no concelho de Cascais, Carcavelos/Guincho, altura em que serão conhecidos os campeões nacionais, onde o título masculino está na posse de Miguel Blanco, surfista do Estoril Praia, desde 2018.

Frederico Morais (CRC Quinta dos Lombos), que bateu na final masculina Filipe Jervis (Dramático de Cascais), e Teresa Bonvalot, cascalense que veste a camisola do Sporting CP e que superou na final feminina Carolina Mendes (Estoril Praia), no passado Carol Henriques, foram os grandes vencedores da primeira das cinco etapas da “Liga MEO”, sabendo-se à partida que os dois surfistas dificilmente estarão presentes em todas as provas nacionais já que ambos integram circuitos mundiais.

Na etapa da Figueira da Foz fizeram-se às ondas, para além dos quatro finalistas, mais 19 surfistas do concelho de Cascais – Miguel Blanco (Estoril Praia), Vasco Ribeiro (Dramático de Cascais), João Kopke, João Pinho, Vasco Veloso e Lourenço Sousa (Aqua Carca), Luís Perloiro, Rodrigo Oliveira, Diogo Martins, Santiago Graça, João Moreira, Martim Nunes, Tiago Nozes, Afonso Candeias e Bruno Mendonça (CRC Quinta dos Lombos), na prova masculina, Camila Kemp, Mariana Assis, Matilde Costa e Gabriela Dinis (CRC Quinta dos Lombos), na feminina, competições que tiveram o apoio técnico da Federação Portuguesa de Surf e que deram início à luta pelo título de 2020.
 
“Liga MEO 2020” arranca na sexta-feira 19
* canarinho Miguel Blanco na defesa do título


“Liga MEO 2020” arranca na sexta-feira 19(T)

Estava apontada para o derradeiro fim-de-semana de Março, na altura anulada devido à pandemia que assolou Portugal e o Mundo, vai finalmente ter lugar entre 19 e 21 deste mês na Figueira da Foz, estando já definidas a etapa seguinte, a ”Allianz Ericeira Pro”, na praia de Ribeira D’Ilhas, entre 3 e 5 de Julho, ficando por definir a ”Allianz Algarve Pro”, durante este Verão, com as duas últimas, a ”Renault Porto Pro” e o ”Bom Petisco Cascais Pro”, esta na praia de Carcavelos ou Guincho, e com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, apontadas para os meses finais de 2020.

”Liga MEO Surf”, que define os títulos máximos de campeões nacionais, masculino e feminino, e que é a prova mais importante do calendário português, vai levar no próximo fim-de-semana os melhores surfistas nacionais à praia do Cabedelo, na Figueira da Foz, sendo esta a primeira prova de surf a ser retomada em todo o Mundo depois do surgimento do Covid-19, onde marcarão presença os actuais detentores dos títulos, o bicampeão e cascalense Miguel Blanco, sob a bandeira do Estoril Praia, e Yolanda Sequeira, assim como Frederico Morais, Teresa Bonvalot e Carol Henrique (CRC Quinta dos Lombos), surfistas que estarão certamente na luta pelos títulos de campeão.

A ”Liga MEO Surf 2020” é uma organização da Associação Nacional de Surfistas, com o apoio técnico do Clube Recreativo e Cultural da Quinta dos Lombos e da Federação Portuguesa de Surf.
 
Cascais recebe “Liga MEO” em Outubro,
canarinho Miguel Blanco quer revalidar o título


Cascais recebe “Liga MEO” em Outubro, canarinho Miguel Blanco quer revalidar título(T)

27.Fev.20 - Arranca no último fim-de-semana de Março, de 27 a 29, na Ericeira, e termina como é habitual na praia de Carcavelos pou Guincho no primeiro fim-de-semana de Outubro, de 1 a 3, vai ser mais uma edição da ”Liga MEO Surf”, a competição mais importante do calendário nacional onde vai ser disputada a subida ao lugar mais do pódio como campeão de 2020, título que está na posse de Miguel Blanco, do Estoril Praia, surfista que depois de conquistar o de 2018 voltou em 2019 a receber o almejado troféu em Carcavelos.
 

A apresentação da “Liga MEO Surf 2020” contou com a presença de Frederico Nunes, vereador de Desporto da Câmara Municipal de Cascais, autarquia que apoia a derradeira etapa e quinta da competição, a 'Bom Petisco Cascais Pro', cerimónia que deu a conhecer o calendário que fica completo com a 'Renault Porto Pro', de 24 a 26 de Abril, a 'Allianz Figueira Pro', de 29 a 31 de Maio, e a 'Allianz Algarve Pro', de 12 a 14 de Junho.

O canarinho Miguel Blanco, actual bicampeão nacional, surfista que esteve presente na apresentação fez questão de deixar um aviso à concorrência – «quero revalidar o título, os anos de 2018 e 2019 foram incríveis, nunca pensei que conseguiria conquistar o primeiro título da carreira e depois revalidá-lo. Mas agora é altura de começar um ano novo, em que, sem dúvida alguma, o terceiro título é uma prioridade. Gostava muito de revalidar mais uma vez o título. Vou fazer o possível para tentar fazer todas as etapas da “Liga MEO Surf” e tenho a certeza que vai ser mais um grande ano».

Este ano a etapa 'Bom Petisco Cascais Pro' inaugura um prémio monetário exclusivo para as surfistas femininas em competição – o “Bom Petisco Girls Score” –, que irá premiar (2.500,00 euros) a melhor pontuação de bateria ao longo das cinco etapas, adicionalmente, mantém-se a luta pela melhor manobra nas Renault Expression Sessions e pela Somersby Onda do Outro Mundo (ambos com 2.500,00 euros anuais), o Santander Award (1.500,00 euros anuais), e as viagens a bordo da Sumatra Surf Trip para os melhores juniores.

Em quatro das cinco etapas serão premiados os melhores surfistas locais (1.500,00 euros repartidos entre masculino e feminino a atribuir por lógica mista de competição e resultado escolar), atribuídos pelos Municípios de Mafra, Figueira da Foz, Aljezur e Cascais.
Cascais recebe “Liga MEO” em Outubro, canarinho Miguel Blanco quer revalidar título(tx)
aa b
 
Frederico Morais vence “Pro Santa Cruz”

Frederico Morais vence “Pro Santa Cruz”(T)
 

17.Abr.19 - O cascalense Frederico Morais, que agora ostenta o emblema do CRC Quinta dos Lombos, tornou-se no primeiro surfista português a vencer o ”Pro Santa Cruz”, prova que decorreu entre 8 e 13 de Abril, em Torres Vedras, depois dos triunfos do japonês Kanoa Igarashi, em 2018, do uruguaio Marco Giori, em 2017, e do espanhol Andy Criere, em 2016, sendo esta a segunda vitória em competições QS, pois já tinha ganho o Martinique Pro em 2016, ano em que chegou às finais do Hawaiian Pro e do Vans World Cup.

Frederico Morais, que foi o primeiro português a disputar uma final do circuito mundial, em 2017, no Corona Open J-Bay, na África do Sul, e que chegou ainda ao heat decisivo do Vans World Cup, também do QS, em 2013, bateu Ramzi Boukhiam na final ao somar 13,60 pontos (7 e 6,6), impondo-se ao marroquino que totalizou 10,34 (4,67 e 5,67), na praia de Santa Cruz, depois de ter afastado os franceses Nomme Mignot, nos quartos-de-final, e Jorgann Couzinet, nas meias-finais.
 
“Taça de Portugal de Surfing 2018”:
Aqua Carca 2.º e vencedor em Bodyboard,
Surfing Clube de Portugal em Longboard


“Taça de Portugal de Surfing 2018”: Aqua Carca 2.º e vencedor em Bodyboard, Surfing Clube de Portugal em Longboard(T)

10.Set.18 - A praia do Lizandro, na Ericeira, recebeu desde a passada quarta-feira, dia 5 de Setembro, a edição de 2018 da ”Taça de Portugal de Surfing”, ‘prova rainha’ do calendário do surf nacional, que contou com a participação de três emblemas do concelho de Cascais, Aqua Carca e CRC Quinta dos Lombos, de Carcavelos, e Surfing Clube de Portugal, do Estoril, competição que teve o seu final no domingo, dia 9, em que os campeões, colectivos e individuais, foram alvo de consagração.

Colectivamente, a ”Taça de Portugal 2018” ficou em casa com o Ericeira Surf Clube no topo com 10.291 pontos, enquanto o Aqua Carca foi o segundo no pódio com 9.811 pontos, sagrando-se vencedor em Bodyboard, categoria em que o clube de Carcavelos conquistou três títulos individuais, em Cadetes por Pedro Ferreira, em Juniores masculinos por João Ferreira e em femininos por Madalena Padrela, sob os olhares de Nuno Alves, presidente da União de Freguesias de Carcavelos e Parede, que seguiu o final da competição, individualidade viu ainda o sénior Luís Perloiro (CRC Quinta dos Lombos) e o juvenil Lourenço Sousa (Aqua Carca), nos respectivos escalões, a subirem ao lugar mais alto do pódio como vencedores na categoria de Surf, onde o CRC Quinta dos Lombos terminou na 3.ª posição.

Em Longboard foi a vez do Surfing Clube de Portugal, emblema sedeado na praia de de São Pedro do Estoril, a conquistar a vitória colectiva assim como os seus atletas António Dantas, em Juniores, e João Gama, em Seniores.
 
Isabela Sousa (Estoril), tetra campeã mundial,
conquistou o título do “Circuito Europeu 2018”
• Rodrigo Lopes (Aqua Carca) vence prova júnior



27.Ago.18 - Isabela Sousa, bodyboarder do Estoril Praia, tetracampeã mundial, foi a grande vencedora no passado fim-de-semana do ”Circuito Europeu de Bodyboard 2018” ao somar a vitória na ’La Salie Pro’, em França, há das etapas portuguesas da Costa da Caparica e Ílhavo, depois de em Julho passado, nas ondas de Kiama Beach, em New South Wales, na Austrália, ter festejado mais uma vitória no Mundial, seguindo-se no início de Setembro a etapa de Sintra, onde pode vir a ficar perto de festejar novo título, ou seja o penta.
 

Na prova feminina, a canarinha Isabela Sousa começou por vencer um dos três heats iniciais, onde estava Teresa Padrela (Aqua Carca) que passou na 2.ª posição e que acabou por não seguir para as meias-finais terminando no 5.º lugar, no heat seguinte Isabela voltou a vencer ficando Joana Shenker em 2.º lugar, dupla que disputou a passagem ao derradeiro com a estorilista a fazer 13,83 pontos e a algarvia 10,27 pontos, acabando Isabela Sousa por sagrar-se vencedora ao bater na final Teresa Padilla ao somar 15,04 pontos com a espanhola a somar 13,17 pontos.

O jovem carcavelense Rodrigo Lopes (Aqua Carca) foi o grande vencedor da 2.ª etapa masculina do ”Circuito Europeu Júnior”, enquanto Miguel Ferreira, que alcançou as meias-finais, finalizou a prova em águas gaulesas na 5.ª posição.
 
Camilla Kemp é a nova campeã nacional


2.Ago.18 - A uma etapa das contas finais, que vai ter lugar entre 4 e 6 de Outubro, em Cascais, Camila Kemp, surfista do CRC Quinta dos Lombos, saboreia pela primeira vez a conquista do título de campeã nacional após a vitória na ”Miss Activo Cup”, em Ílhavo, que foi a 14.ª edição de uma etapa especial dedicada exclusivamente ao surf feminino.
 

Antes da entrada nas águas, a cascalense Teresa Bonvalot (Surfing Clube de Portugal), que se encontrava fora do país, a carcavelense Carol Henrique e a algarvia Yolanda Sequeira eram as grandes rivais de Camila Kemp, que liderava o ranking após a etapa de Sintra, na discussão do título, deixando a interrogação quanto à possibilidade de a luta ser transferida para a etapa de Cascais, o que acabou por não acontecer.

Carol Henrique (CRC Quinta dos Lombos), que chegou à Costa Nova como bicampeã nacional em título, e que nos dois últimos anos foi a vencedora da etapa de Ílhavo, acabou por ser afastada da final, acabando a lutar pelo 3.º lugar com a jovem Gabriela Dinis, sua companheira de equipa, enquanto Camila Kemp, a disputar a final com Yolanda Hopkins, tinha o caminho aberto para se sagrar campeã, o que aconteceu ao fazer 6,75 pontos nas duas ondas que lhe abriram a porta para o primeiro título nacional da sua carreira ao somar a vitória na ”Miss Activo Cup” ao 1.º lugar do pódio na etapa inaugural da ”Liga MEO Surf”, na Ericeira, à 5.ª posição no Porto e aos dois 2.ºs lugares na Figueira da Foz e Sintra.

Resta agora em Outubro, na derradeira etapa, a ”Bom Petisco Cascais Pro”, conhecer que será o surfista masculino a ser consagrado como campeão nacional, ao lado da carcavelense Camila Kemp, ranking neste momento liderado por Vasco Ribeiro mas com vários surfistas à espreita de o conseguir.
 
Carla Henrique vence na Praia Grande,
Camila Kemp lidera ranking nacional



9.Jul.18 - Duas lombitas, Carla Henrique e Camila Kemp, estiveram em grande evidência na 4.ª etapa da ”Liga MEO Surf”, a ’Allianz Sintra Pro’, que decorreu no passado fim-de-semana na Praia Grande, penúltima masculina e antepenúltima feminina, com os resultados a deixarem o anúncio dos campeões nacionais para as próximas competições.

No feminino, após a vitória de Carla Henrique (CRC Quinta dos Lombos) na final sobre Camila Kemp, sua companheira de equipa, em Sintra, e a ausência de Teresa Bonvalot (Surfing Clube de Portugal), a jovem carcavelense Camila está na liderança da tabela do título nacional, com 3.470 pontos, mais 740 pontos que Teresa, diferença que em caso de uma vitória nas duas etapas em falta, Ílhavo e Cascais, pode valer-lhe a consagração como campeã.

No masculino, quando falta apenas a prova de Cascais, Vasco Ribeiro, que saiu vitorioso na Praia Grande ao bater Pedro Henrique, isolou-se no 2.º posto do ranking, que na verdade é o primeiro da corrida ao título nacional, pois o actual líder é o espanhol Gony Zubizarreta, estando dessa forma na frente da pole-position para voltar a receber o troféu de campeão, no entanto tem de em Outubro próximo fazer valer as suas credenciais já que Pedro Henrique, João Kopke (Dramático de Cascais) e Miguel Blanco (Surfing Clube de Portugal) estão à espreita de qualquer escorregadela de Vasco Ribeiro.

O jovem Dylan Groen, surfista do Dramático de Cascais, subiu ao pódio para receber o ”Sumatra Surf Trip”, prémio para o melhor júnior masculino em prova.
 
Cascalense Teresa Bonvalot
com título nacional à vista



6.Jun.18 - A jovem Teresa Bonvalot, surfista do Surfing Clube de Portugal que, juntamente com Gony Zubizarreta, foi consagrada no passado domingo vencedora do ‘Allianz Figueira Pro’, terceira das cinco etapas da “Liga MEO Surf 2018”, competição que decorreu nas águas da praia do Cabedelo, ao vencer na final feminina Camila Kemp (CRC Quinta dos Lombos), vitória que permite à cascalense ficar perto de reconquistar o título de campeã nacional quando faltam duas etapas – a ‘Allianz Sintra Pro’ na praia Grande, em Sintra, a 6, 7 e 8 de Julho, e a ’Bom Petisco Cascais Pro’ que está apontada para o fim-de-semana de 4 a 6 de Outubro – para as contas finais.

Destaque ainda para João Kopke (Dramático de Cascais), finalista vencido que lhe valeu a subida ao 4.º lugar do ranking masculino com 1.760 pontos, tabela que conta ainda nos primeiros 20 dos 107 lugares com os seguintes surfistas da Linha: 2.º Filipe Jervis (Dramático de Cascais) com 1.960 pontos; 10.º Miguel Blanco, 1.610 (Surfing Clube de Portugal); 13.º Rúben Gonzalez, com 1.310; 14.º João Moreira, 1.250 (ambos do CRC Quinta dos Lombos); 20.º Francisco Almeida, com 1.160 (Estoril Praia).

Na tabela feminina que é liderada por Teresa Bonvalot, com 2.730 pontos, consta ainda na 2.ª posição a carcavelense Camila Kemp, com 2.470 pontos, na 7.ª Mariana Assis, com 1.630, na 10.ª Maria Chaves, com 1.400 (ambas do CRC Quinta dos Lombos, na 14.ª Maria Garcia, com 1.230 (Dramático de Cascais) e na 21.ª Leonor Fragoso, com 450 (Estoril Praia), ranking que conta com 30 surfistas.
 
 
 
 
Arquivo - Surf
 
 




Linha Desportiva
Linha Desportiva | Ficha Técnica | Registo ERC nº 125284 | Direcção: Lobo Pimentel | CONTACTOS | Design & Desenvolvimento: ST Collective Copyright © Todos os direitos reservados